Reuso de Água gera Energia Limpa na indústria de cervejas

3 minutos para ler

Tecnologia simples gera energia limpa na indústria de cervejas! Energia limpa é aquela que não libera, durante seu processo de produção ou consumo, resíduos ou poluentes.

Empresa parceira da Bios Consultoria está implantando, desde 2018,  micro usinas hidrelétricas, a partir do reuso do efluente de Estações de Tratamento de Esgoto Industrial (ETEIs). Neste post, você saberá um pouco mais sobre o processo inovador implementado para geração de energia limpa pela Pequi Ambiental. Os projetos piloto foram implantados, com sucesso, em duas fábricas de cervejas. Uma fábrica em Sete Lagoas, em Minas Gerais, e outra em Lages, Santa Catarina.

Consumo de água pela indústria de cerveja

A redução do consumo de água em tempos de escassez hídrica é meta de todos nós, e especialmente, de quem tem dela faz uso intenso. Este é o caso da indústria de cervejas.

A Associação Brasileira da Indústria de Cerveja (Cervbrasil), em junho de 2018, destacava que “atualmente, a indústria cervejeira utiliza em média 4,5 litros de água para cada litro de bebida produzida. A meta é que todo o setor reduza ainda mais o consumo e atinja a marca de 3,61 litros de água a cada litro de cerveja produzido nos próximos anos, patamar que já é realidade em algumas fábricas“.

Medidas para reuso da água pela indústria de cerveja

A indústria da cerveja no Brasil, segundo ainda a Cervbrasil, vem adotando medidas eficazes para redução do consumo de água. Entre elas, a recirculação da água no processo produtivo e a captação da água da chuva. Esta água, depois de tratada, é usada geralmente para lavagem dos equipamentos, entre outros fins.

Esgoto tratado que gera energia limpa

Mas uma nova medida eficaz para reuso da água vem sendo adotada pela Pequi Ambiental, em duas fábricas de cerveja brasileiras. Micro usinas hidrelétricas reusam o efluente industrial. Ao invés de lançá-lo no esgoto, essa tecnologia dá novos usos ao efluente.

Trata-se, portanto, de uma tecnologia de reuso da água. Em outras palavras, “esgoto tratado” que gera energia limpa.

Se você quiser entender melhor o processo, pode assistir ao vídeo sobre a Usina de Tropeiros da indústria de cervejas de Sete Lagoas em:

Declive natural do terreno

O declive natural do terreno, entre a ETEI e o curso d’água é a chave dessa tecnologia. A pressão do fluxo do efluente, em razão do declive, movimenta a turbina da casa de força. Como você pode observar na ilustração deste post, a casa de força fica entre a ETEI e o curso d’água.

A turbina pode gerar 12.000KWH/mês de energia. Talvez essa energia equivaleria ao consumo elétrico de 50 casas populares por mês.

Na usina de Tropeiro em Sete Lagoas, a energia está sendo aplicada na própria ETEI da fábrica de cervejas. E em Lages, na iluminação do estacionamento da própria indústria.

Economia e ganhos ambientais

A energia elétrica gerada pela micro-usina é 40% mais barata do que a convencional. Há 100% de aproveitamento do efluente industrial. E o mais interessante: a água utilizada no processo de geração de energia é devolvida, já tratada, à natureza.

Esta tecnologia simples e de baixo custo é um belo achado. Pois combate a escassez hídrica, reforça o compromisso da indústria com as bacias hidrográficas onde estão inseridas. E mais, faz da cerveja um produto cada vez mais sustentável!

Posts relacionados

Deixe um comentário